Qual o layout do teclado brasileiro?

Tempo de leitura: 5 minutos

Era de se esperar que a maior dificuldade de alguém que utiliza um equipamento importado seja a língua. Mas é aí que você se engana. A coisa que mais causa estranheza nesses notebooks é o teclado. Isso porque, o teclado brasileiro possui uma série de funções que não achamos em outros países.

Apesar de ser obvio, muita gente não sabe que os teclados de nossos computadores e notebooks são adaptados para as necessidades gramaticais impostas pelo português. Dessa forma, existem vários layouts de teclados, sendo que cada um se adapta a um idioma específico.

Quando pensamos no Brasil podemos encontrar três tipos diferentes de layouts de teclados. O QWERTY (mais comum no mundo) pode ser explicado como um modelo padrão, já que foi criado tendo como base o idioma inglês.

Os outros layouts são o ABNT e o ABNT 2. Ambos são utilizados no Brasil, pois foram elaborados tendo como base o português. Nesses tipos de teclado brasileiro, é possível encontrar com facilidade itens característicos de nosso idioma, como o Ç e o ~.

Teclado Brasileiro

O layout padrão utilizado no Brasil segue as normas impostas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), por isso seu nome. Atualmente, estamos no segundo modelo de teclado brasileiro.

Dessa forma, o modelo padrão a ser utilizado aqui é o ABNT 2. As regras para o layout dos teclados definem quais teclas devem estar presentes e em que posição elas precisam estar colocadas.

O teclado brasileiro foi baseado no modelo QWERTY. Esse layout americano foi criado por Christopher Sholes, no século XIX, para ser utilizado em máquinas de escrever. As teclas foram posicionadas de uma forma que facilita a digitação.

Isso porque elas foram organizadas de uma maneira em que os pares de letras mais utilizados no inglês ficassem próximos. Esse modelo de teclado acabou servindo de base para os demais layouts aplicados pelo mundo.

ABNT e ABNT 2

Se você olhar muito rápido para os dois modelos de teclado brasileiro não vai conseguir diferenciar um do outro. Isso acontece porque as letras e símbolos (incluindo a presença do Ç) estão colocados na mesma ordem.

A grande diferença entre esses dois modelos é a presença da tecla “Alt Gr”. No layout ABNT 2 essa tecla fica colocada ao lado direito da barra de espaço. No modelo anterior não encontramos essa tecla específica.

O “Alt Gr” é uma tecla pouco conhecida dos usuários, já que é pouco utilizada. Muitas pessoas vão ter contato com essa tecla apenas quando começam a utilizar o notebook. Por contar com um menor espaço o “Alt Gr” é essencial para garantir todas as funcionalidades.

O seu objetivo é ativar a terceira função de determinadas teclas. Estamos acostumados com teclas com dupla função, como a tecla para acento agudo e à crase ou a tecla para o acento circunflexo e o til.

Para acessar essas segundas funções basta pressionar a tecla “shift”, juntamente com a tecla referente à segunda aplicação que deseja utilizar. O “Alt Gr” funciona seguindo o mesmo processo.

Pressionando o “Alt Gr” e ao mesmo tempo determinada tecla, você vai ativar a terceira função aplicada àquela tecla específica. Os símbolos que podem ser reproduzidos utilizando o “Alt Gr” são: §; ª; º; ¬; ¢; £; ³; ²; ¹; ? e /.

Alteração do modelo

Apesar de seu notebook ter vindo de fábrica com determinado layout de teclado, você pode alterar o modelo de teclado brasileiro de maneira muito fácil. Esse é o caso de muitos usuários do Mac.

O notebook da Apple conta com um conjunto de teclas que seguem o modelo QWERTY americano. Muitos brasileiros não se acostumam com o posicionamento dos acentos e a falta de uma tecla específica para o Ç.

A seguir vamos mostrar como alterar os modelos de teclados, tanto para o Windows, quanto para o OS.

Para alterar os modelos de teclados dentro do Windows é só seguir as etapas:

– Acesse o menu “Iniciar” do Windows. Ao lado direito, clique o link que leva para o “Painel de Controle”.

– Dentro do “Painel de Controle” procure e selecione a opção referente a “Relógio, Idioma e Região”.

– Vai ser aberta uma caixa. Na parte superior clique na aba referente ao “Teclado e Idiomas”.

– Será aberta uma nova janela chamada “Serviços de Textos e Idiomas de Entrada”. Ela é dividida em algumas abas, seleciona a “Geral”.

– Agora basta escolher o modelo de teclado que gostaria de usar. Caso o layout que você procura não estiver disponível, basta adiciona-la.

– Ainda na aba “Geral”, clique em “Adicionar” e procure o idioma e modelo que mais lhe agradam.

– Agora é só clicar em “OK” e começar a utilizar a nova configuração do seu teclado.

Os usuários de Macbooks podem ter um estranhamento inicial quando começam a utilizar esse modelo de notebook. Isso porque o layout das teclas é diferente do teclado brasileiro com o qual a maioria da população está acostumada.

Assim como no Windows, o sistema OS também permite que a configuração dos teclados seja alterada. Com isso, podemos adaptar o teclado QWERTY (que vem de fábrica) para o modelo ABNT 2 de teclado brasileiro.

Para fazer essa alteração siga os passos:

– Clicando no ícone da maçã serão abertas algumas opções. Acesse “Preferências do Sistema”.

– Dentro da janela de preferências, acesse a opção referente ao teclado.

– Na janela de configuração do teclado procure o botão “Leiautes de Teclado” e clique nele.

– No canto inferior esquerdo clique no ícone . Serão abertas as opções de idiomas e teclados disponíveis para serem utilizados no Mac.

– Depois de encontrar o idioma português procure pela opção de modelo (Brasileiro; Brasileiro 2 e Português) que mais lhe agrada.

Depois de adicionar o teclado brasileiro ao sistema é necessário ativa-lo. Faça da seguinte forma:

– Procure o ícone da bandeira na área de trabalho. Ele fica na aba do Finder, no topo da tela.

– Clique na bandeira

– Selecione o novo modelo de teclado. Pronto!

Clique aqui e encontre o teclado certo para o seu modelo de layout favorito.