Dicas

Como saber se a fonte do notebook queimou?

fonte_destac

Esta com dúvida se o carregador do seu  notebook queimou? Com alguns testes bastante simples é possível saber se é realmente a fonte que está apresentando problemas. Quer saber quais são esses testes? Nós do blog bringIT explicamos para você!     

Quando um notebook passa a não carregar mais a bateria ou apresentar mau contato, é sinal de que algo está errado. As causas mais comuns são: defeito no DC Jack (peça do conector que pluga a fonte ao notebook), perda de vida útil da bateria ou mal funcionamento da fonte.

Se você suspeita que o DC Jack – conector interno que media a alimentação de energia entre o carregador e o notebook – esteja com defeito, acesse nosso texto para entender como fazer os testes com o DC Jack 😉

Ter problemas com a alimentação de energia do seu notebook pode causar muitos incômodos e problemas. Quando a fonte apresenta problema, algumas pessoas acabam comprando a primeira que encontram, sem entender as especificações técnicas. Isso é um grave erro, que pode causar ainda mais problemas na fonte, na bateria e, inclusive, no notebook.

fonte

Como saber se a fonte do notebook está queimada:

– Verifique se a peça apresenta algum defeito físico, incluindo nos cabos e conectores.

– Ao estar conectada, analise se a temperatura do carregador está mais alta que o normal.

– Caso não seja a fonte original do notebook, certifique se ela é realmente compatível.

– Se possível, utilize o notebook com outra fonte compatível e, verifique se o problema persiste.

– É indicado testar com outro cabo de força, pois o defeito pode estar nele e não na fonte em si.

– Retire a bateria e use o notebook somente com o carregador conectado na tomada. Analise se o aparelho funciona normalmente. Caso apresente problema, pode indicar defeito no carregador ou no DC Jack.

– Analise o pino interno que é ligado ao conector, em alguns modelos existe uma agulha interna, certifique-se de que ela não está quebrada.


Ficou alguma dúvida? Deixe o seu comentário! 😉

fonte