ícone compartilhar redes sociais

Golpes Virtuais: O que são e como se prevenir

adminblog_USR

Com o aumento da dependência da tecnologia no dia-a-dia,  o número de crimes digitais cresceu e consequentemente a preocupação com a segurança cibernética também aumentou. 

Segundo o Relatório Anual de Cibersegurança da ClearSale de 2022, classificou o Brasil como o 5º país que mais sofreu crimes cibernéticos no mundo. Já no ranking da América Latina e Caribe, o Brasil fica em 2º lugar, com 103,1 bilhões de tentativas, perdendo apenas para o México, com 187 bilhões de tentativas de ataques cibernéticos.

Pensando em como esses crimes estão crescendo e como é importante sabermos nos proteger no mundo digital, ao longo desse artigo vamos te explicar minuciosamente sobre o assunto, e como você pode se prevenir contra os crimes virtuais.

Afinal, o que é um crime cibernético?

O crime cibernético consiste em uma atividade que envolve o uso de computadores e da Internet para cometer atos ilegais e criminosos e, normalmente tem como principal objetivo ganhar dinheiro através dessas atividades. Os indivíduos e/ou organizações que cometem esses crimes, são chamados de hackers.

Tipos de crimes virtuais:

  • Ransomware: 

O Ransomware é um software malicioso que bloqueia os dados dos computadores e dos servidores por algum tipo de criptografia, normalmente através de e-mails com anexos duvidosos muito bem mascarados. Nesse tipo de crime, os hackers pedem criptomoedas, como o bitcoin, como forma de resgate para que os dados sejam desbloqueados.

  • Phishing:

Também é um crime que pode vir através de e-mails com anexos duvidosos, os famosos “spams”. Nem todo e-mail de spam é um golpe de phishing, mas é importante estar sempre atento. Por meio desse crime, os hackers desejam conseguir senhas, informações sobre contas bancárias, números de cartões de crédito, entre outros dados.

  • Web Skimmers:

O golpe consiste em infiltrar códigos maliciosos dentro de sites e lojas virtuais, com o objetivo de roubar informações dos cartões de crédito dos consumidores que já são cadastrados na plataforma. Infelizmente, identificar esses códigos é uma tarefa difícil, já que possuem diversas versões.

  • QR Code:

Com a alta do uso, os ataques por código QR também cresceram. Os criminosos substituem os verdadeiros códigos dos estabelecimentos e alteram a URL que acompanha o código, fazendo isso, o consumidor que acessa o QR, cai em uma página falsa direcionando o pagamento para a conta do criminoso. Além de que, através desse mesmo código, os criminosos podem adicionar softwares maliciosos que podem captar dados e infectar o aparelho.

A lista de crimes digitais é bem extensa, com o avanço das tecnologias, esses crimes aumentam praticamente na mesma medida, além de existirem diversas variações para tal.

No ano de 2020, durante a pandemia do covid-19, a transformação digital foi acelerada em praticamente todos os setores. Forçando muitas pessoas a se adaptarem ao mundo virtual em todos os aspectos da vida, o que facilitou muitas atividades do cotidiano. Mas, em contrapartida, essa nova realidade deixou os usuários muito mais expostos aos crimes virtuais. E isso também é consequência da falta de informação sobre os ataques cibernéticos e como se proteger.

De acordo com uma pesquisa realizada em 2021 pela ESET, empresa europeia de cibersegurança, 37% dos usuários utilizam uma variação de apenas 2 ou 3 senhas para todos os serviços e 59% usa a mesma senha do e-mail, para outro serviço. E, 60% dos usuários responderam que acreditam ter poucas informações sobre segurança cibernética.

Pensando nisso, fizemos uma lista de cuidados que você deve tomar para evitar cair em crimes digitais:

  • Não utilize o cartão de crédito em sites duvidosos e evite deixar os dados do cartão salvos no login;

  • Não clique em anúncios sem verificar sua legitimidade;

  • Não abra e-mails e anexos de endereços desconhecidos ou suspeitos;

  • Evite divulgar dados pessoais nas redes sociais, como e-mail, nome completo, número de telefone, entre outros;

  • Sempre verifique a proteção da internet ao usar sua conta bancária, evite abrir o aplicativo ou site do banco utilizando Wi-Fi aberta, por exemplo.

Estas são apenas algumas recomendações que podem ser úteis para evitar que seus dados caiam nas mãos de cibercriminosos. Sabemos também que nunca estaremos 100% seguros quando se trata desse tipo de golpe, mas se prevenir e saber dos possíveis riscos, é sempre a melhor escolha.

E para manter o seu backup em dia, a bringIT conta com uma grande variedade de armazenamento para vc manter suas informações seguras. Confira:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *