Qual o tipo de memória RAM usar no notebook 8gb?

Tempo de leitura: 6 minutos

Qual o tipo de memória RAM usar no notebook 8gb?

Seu notebook está com dificuldades para ligar? Com dificuldades para acessar alguns sites? Talvez possa ser baixa memória RAM em sua máquina, e aí será necessário descobrir se é realmente esse o problema. Justamente por esse motivo, trouxemos esse artigo para você.

A seguir, você lerá sobre os tipos de memórias RAM, sua capacidade e voltagem e o que são DDR.

Qual tipo de memória RAM usar no notebook 8GB?

É necessário que possamos identificar quais as necessidades para seu uso e, assim, identificar o tamanho que sua memória RAM vai precisar para as utilizações diárias ou trabalhos específicos.

Conheça a memória RAM

A Memória RAM é uma tecnologia que nos permite acessar as informações arquivadas em nossos celulares, notebooks ou computadores, porém ela não armazena um conteúdo de maneira permanente, ou seja, ela faz a leitura dos dados que foram perdidos.

O nome RAM em inglês significa Random Access Memory, ou Memória de Acesso Aleatório, em português. Em outras palavras, podemos dizer que é um local no qual as informações ficam armazenadas.

Procure a área em que se encontram as memórias RAM e o HD, lá será possível identificar e saber quantos slots estão disponíveis para a aquisição do número exato de pentes para o seu PC.

Vamos entrar nos detalhes sobre a configuração do notebook para que você possa entender as melhores opções.

Capacidade e voltagem da memória

A capacidade de memória é medida em bits e 1 KB é igual a 1024 MB, que por sua vez é igual a 1024 GB. Quanto maior a capacidade e densidade de sua memória RAM, melhores as chances de fazer mais ações simultâneas em um notebook.

Pensando nisso, podemos encontrar pentes de memória de 4 GB para que, assim, sua capacidade de memória RAM aumente para até 12 GB. Isso será uma evolução, mas mesmo assim alguns programas mais pesados vão ocupar essa capacidade rapidamente. Existem pentes de 8 e 16 GB que poderiam ser facilmente utilizados em sua máquina.

A tensão ou voltagem dos notebooks normalmente é de 1.5V, que é usada por modelos DDR2. Isso traz uma queda de consumo considerável, fazendo com que não seja necessário carregar constantemente sua máquina.

O que são DDR?

Antes de explicar o que é a memória DDR, entraremos nos assuntos que são essenciais para entender como realmente funciona a memória DDR.

DDR-DIMM

As memórias instaladas nos módulos DDR são as SDRAM, porém essas memórias funcionam no padrão DIMM. Seu nome vem do Dual Inline Memory Module ou, em português, Módulo de Memória em Linha Dupla, que é usado para nomear alguns componentes, pois existem chips instalados dos dois lados do modelo.

Isso significa que as memórias que possuem uma elevada capacidade operam no âmbito de 32 bits. Isso pode dar um baita upgrade em seu notebook.

DDR

O termo de DRR vem do inglês Double-Data-Rate ou, em português, Taxa Dupla de Transferência, pois ele permite que sejam transferidos dois dados ao mesmo tempo, ou seja, ele duplica a velocidade de transferência de dados do seu notebook.

Com os avanços tecnológicos, foi necessário criar maneiras de atender às evoluções do sistema como o antigo Pentium 4, que forçou uma evolução maior e um aumento da taxa de transferência. Assim, no ano de 2000, apareceu o DDR.

Foi mais ou menos nessa época, lá nos distantes anos 2000, logo após o surgimento do DDR, que surgiu a versão DDR2, que elevou ainda mais a velocidade de transferências de dados.

DDR2

A partir dos anos 2000, a evolução dos componentes para informática ganhou um novo fôlego e escalonou de maneira muito rápida. Essa Memória foi entregue ao mercado em 2003 e possuía 240 pinos, que garantiam uma comunicação muito mais efetiva com a placa mãe. Isso significa 4 dados ao mesmo tempo, o que fez com que houvesse uma redução no consumo de energia.

O que são pentes de memória?

Um pente de memória RAM é um componente que tem um conjunto de chips de memórias para ser colocado nos slots.

Velocidade e latência

A velocidade da sua máquina é medida por clocks, pois fala do modo correto de frequência de operação de memória, o que é medido em megahertz – ou MHz. Vale salientar que essa transmissão se refere à velocidade máxima de um processador.

Compatibilidade com a placa-mãe

Ao trabalharmos com upgrade de notebook, é necessário que entendamos que de nada nos valerá isso se o modelo de notebook escolhido não for compatível com a placa-mãe e seus processadores, pois assim saberemos qual é a capacidade máxima que eles podem suportar, já que não adianta comprar um periférico ótimo e não poder usá-lo por falta de compatibilidade. Seria o mesmo que rasgar dinheiro, certo?

Por isso nós da BringIT damos total suporte ao usuário na hora de adquirir seus periféricos, pois sabemos da importância do dinheiro e o quanto é ruim se sentir enganado por empresas que não respeitam o cliente.

Nossa empresa possui parceria com a Kingston e, assim, podemos guiá-los da maneira mais rápida e produtiva para atender às necessidades técnicas do seu notebook, seja através da necessidade de memória RAM ou da ação de um SSD. Basta que saibamos qual dispositivo você está usando ou pelo número da peça que consta em seu equipamento ou até pelo tipo de memória encontrada nele.

Que memória comprar?

Para maior satisfação e comodidade em seu trabalho, uma ou duas memórias RAM de 4 GB já o auxiliará muito, mas essas podem ser trocadas até por duas unidades 16GB. Com tais informações, o usuário pode configurar sua máquina como quiser e ter uma personalização de suas funções.

Para isso, basta que siga o passo a passo que lhe foi dado para fazer o upgrade da maneira que achar mais conveniente. Caso tenha o desejo de trocar a placa de vídeo, será necessário maiores informações com a fabricante.

Para achar essas memórias visite nossa loja, a bringIT. Além delas, você pode encontrar HDs, fontes e até notebooks que o auxiliarão muito em sua jornada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *