Como usar a memória DIMM?

Tempo de leitura: 7 minutos

Se você não tem muita intimidade com hardware, talvez não tenha ouvido falar sobre memória DIMM, mas principalmente se se interessa por games ou deseja uma máquina mais rápida, pode já ter ouvido sobre “fazer um upgrade na memória RAM”.

Um DIMM é um módulo de memória que funciona como um SIMM dupla face. Enquanto os módulos SIMM, uma tecnologia obsoleta, faziam até 3 bits de transferência de dados, o DIMM suporta 64 bits, pois tem contatos separados em ambos os lados da placa, fornecendo o dobro de dados em comparação ao SIMM.

Quer saber como usar a memória DIMM? Leia o que a bringIT separou sobre o tema a seguir.

O que é memória DIMM?

DIMM (dual in-line memory module) – ou módulo de memória dual in-line – é um tipo de memória de computador de 64 bits que permite uma transferência rápida de dados. Esse é um módulo que contém um ou vários chips de memória de acesso aleatório (memória RAM) em uma pequena placa de circuito com pinos que o conectam a placa-mãe do computador.

Se você não entende muito de montagem de computadores, a gente explica: um DIMM é uma peça que fica conectada à placa-mãe do seu computador e ajuda a fazer seu computador operar de forma mais rápida.

Essa peça tem um conector de 168 pinos e transfere dados a uma taxa de 64 bits, um desempenho melhor em comparação com o módulo de memória SIMM, que opera a uma taxa de 32 bits.

Em comparação com um SIMM, que só produz uma única linha de comunicação, o DIMM permite várias linhas de comunicação em seu computador, o que pode fazer com que ele tenha uma melhor performance ao lidar com grandes quantidades de dados.

Por que utilizar DIMM?

Na prática, usuários que desejam um computador mais rápido vão preferir utilizar um DIMM. Mas por que, exatamente?

O módulo DIMM ajuda o seu computador na memória de processamento. Quando você faz esse upgrade na sua máquina, ela inicializa mais rápido, suporta rodar mais aplicativos simultaneamente, aumenta a performance de transferência de dados e reduz a carga do CPU.

Antes de comprar a memória e tentar instalar, no entanto é preciso saber se seu sistema suporta mais RAM. O limite para um sistema de 32bits, por exemplo, é geralmente de 3GB. Nesse caso, mesmo que você insira dois pentes de 2GB cada um, se seu Windows é de 32 bits, ele só reconhece 3GB. No caso de sistemas 64bits, o limite de RAM vai depender do sistema operacional.

Assim sendo, o primeiro passo é verificar se seu processador aceita mais memória, vendo quantos slots ele possui. Esses slots ficam na placa-mãe e são muito visíveis. Se há slots livres, o passo seguinte é ver qual tipo de RAM seu processador aceita. Geralmente, as opções são DDR, DDR2 e DDR3.

Como é feita a instalação de um DIMM?

A memória DIMM é uma peça conectada à placa-mãe do seu computador, através de um slot. Pode ser encontrada em vários tamanhos e é muito fácil de substituir.

A substituição é feita abrindo o computador, removendo o DIMM anterior do slot e inserindo o novo. Uma vez inserido e o computador reiniciado, o sistema reconhece o DIMM automaticamente.

Essa instalação deve ser feita em um ambiente limpo e preferencialmente utilizando uma pulseira ESD ou luvas para evitar descargas eletrostáticas. O módulo deve ser manuseado pelas laterais, sem tocar em componentes ou nos contatos.

Se você não tem conhecimento de hardware, o melhor é contar com uma assistência técnica, evitando danos ao seu aparelho.

Como funciona o DIMM?

Um SIMM (módulo de memória em linha único) geralmente funciona a uma velocidade de 32 bits de dados para um computador que usa conector de 72 pinos. No caso de chips de RAM dinâmica síncrona (SDRAM), que possuem conexão de 64 bits, os SIMMs são instalados em pares em linha (cada um suportando 32 bits).

Já o DIMM (módulo de memória dual in-line) suporta 64 bits, o que faz com que transfira os dados mais rapidamente. Ele armazena cada bit de dados em uma célula de memória separada.

Dessa forma, um único DIMM pode ser instalado no lugar de um par de SIMMs. Esse é um componente normalmente encontrado em desktops, notebooks, impressoras e outros dispositivos.

A princípio, um DIMM tinha um conector de 168 pinos e suportava uma velocidade de 64 bits de dados. Com a evolução da tecnologia, no entanto, as placas de circuito DIMM também evoluíram.

Formatos de DIMM

Os formatos de memória DIMM diferem pelo número de contatos. Por exemplo: SDR (168 contatos), DDR (184 contatos) e DDR2 (240 contatos).

Embora haja diferença no número de contatos, eles possuem o mesmo tamanho. Por isso, há diferenças na posição dos chanfros de encaixe, para que não seja possível colocar módulos em placas incompatíveis, o que poderia danificar seu computador. O tamanho se altera no SO-DIMM que, como veremos adiante, é comumente utilizado em notebooks.

À medida que a memória dinâmica de acesso aleatório (DRAM) foi se desenvolvendo, os circuitos DIMM também foram. Os modelos mais modernos utilizam estruturas de resfriamento que liberam o calor para longe da placa-mãe e da CPU, uma vez que o aumento na densidade e de velocidade do clock fez com que ele produzisse mais calor.

Os DIMMs padrão mais comuns, com comprimento típico de 5,5 polegadas e altura de 1,18 polegadas são: UDIMMs, FB-DIMMs, R-DIMMs, LR-DIMMs e SO-DIMMs.

DIMMs sem buffer (UDIMMs): usados em desktops e em notebooks. São mais rápidos e mais baratos, porém não tão estáveis, pois os comandos vão diretamente do controlador de memória residente na CPU para o módulo de memória.

DIMMs totalmente bufferizados (FB-DIMMs): usados como memória principal em sistemas que requerem grandes capacidades, como servidores e estações de trabalho.

DIMMs registrados (RDIMMs): também conhecidos como memória em buffer, os RDIMMs costumam ser usados em servidores e outros aplicativos que exigem robustez e estabilidade. Os RDIMMs apresentam registros de memória integrados que são colocados entre a memória e o controlador de memória. Consequentemente, as instruções podem levar cerca de um ciclo da CPU a mais. No entanto, o armazenamento em buffer reduz a pressão sobre o controlador de memória da CPU.

DIMMs com redução de carga (LR-DIMMs): utiliza a tecnologia de buffer de memória de isolamento (iMB), um chip que também armazena sinais de dados em buffer, o que aumenta sua capacidade.

SO-DIMM: Enquanto o DIMM padrão tem a forma de um bastão retangular de aproximadamente 5,5 polegadas de comprimento, o pequeno módulo de memória em linha dupla (SO-DIMM) tem cerca de metade desse tamanho com 2,74 polegadas de comprimento. O SO-DIMM é usado principalmente para dispositivos de computação portáteis, como notebooks e tablets. Ele difere do DIMM padrão porque o DDR4 SO-DIMM tem 260 pinos contra 288 pinos para o DIMM DRR4.

Está buscando memória DIMM para o seu aparelho? Encontre na bringIT e conte com um atendimento de qualidade, preços acessíveis e eficiência de entrega!

E aí, quer saber mais sobre esse e outros componentes de computadores e notebooks? Acesse nosso blog e saiba mais.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *