Placa-mãe com defeito: descubra o que fazer

Placa-mãe com defeito: descubra o que fazer

Tempo de leitura: 6 minutos

Mesmo a placa-mãe sendo umas das principais peças de um computador e consequentemente umas das mais difíceis de dar manutenção, caso apresente defeito, existe salvação. 


A placa-mãe é o principal componente de um computador ou notebook. Nela estão conectados tudo que faz o aparelho funcionar como o processador, memória RAM, unidade de armazenamento, cooler e todos os conectores, saídas e entradas. Quando ela apresenta algum tipo de problema, pode gerar instabilidades no sistema e aparecer aquela famosa tela azul de erro do sistema operacional.


Mas o que fazer caso a placa-mãe esteja com algum defeito? Apesar de muitos técnicos e especialistas apontarem essa peça como de difícil manutenção, nem sempre a solução é comprar uma nova. É possível sim resolver alguns problemas que podem acontecer com elas. Nesse post separamos algumas dicas do que você pode fazer para aumentar o tempo de vida útil da sua placa mãe. Confira! 

Como identificar uma placa-mãe com defeito?  

A placa-mãe é uma peça muito sensível. Apesar dela ser um componente central, vários fatores podem estragá-la. Uma das principais formas de identificar se ela está boa ou não, é analisando o seu próprio funcionamento. Como falamos anteriormente, mensagens de erro no sistema operacional é um indicativo de problema. A famosa tela azul aparece geralmente quando há um colapso no hardware e nela vem informado um código do erro. Com ele é possível identificar em qual peça está a sua origem.


Outra forma de identificar problemas, principalmente em modelos mais novos, são leds indicativos que já vêm junto com a placa-mãe, pois eles usam formas variadas para indicar o defeito. Ao perceber algum deles acesso, basta anotar a cor e conferir diretamente no manual da placa ou até mesmo com o fabricante.

O que pode gerar um defeito em uma placa-mãe? 

Assim como outras peças de um computador ou notebook, algumas situações conhecidas também podem gerar problemas na placa mãe. Confira alguns deles:

  • Sujeira: O acúmulo de poeira e outros tipos de sujeira na placa-mãe podem gerar problemas e resultar em queda do desempenho ou travamentos aleatórios;

  • Superaquecimento: Esse problema pode ser gerado por uma falha no cooler de resfriamento ou até mesmo o uso constante forçando o sistema;

  • Quedas ou batidas: Esse problema é mais comum em notebooks, mas também podem acontecer nos PCs. É muito importante sempre ter cuidado ao mover ou transportar o aparelho;

  • Pico de energia: Os curtos circuitos são uns dos defeitos mais comuns na placa-mãe. Caso isso aconteça a máquina pode travar, não ligar e até mesmo queimar algumas peças, inutilizando a placa por completo.

O que fazer com uma placa-mãe com defeito?

Alguns problemas na placa-mãe podem ser bem simples de serem resolvidos, sendo apenas um encaixe ou ajustar uma conexão. Mesmo assim, recomendamos que caso tenha alguma dúvida ou dificuldade para mexer no seu aparelho, recomendamos procurar ajuda de um técnico especializado ou levar até uma assistência técnica mais próxima.


Para facilitar a manutenção e te ajudar a consertar a sua placa, separamos três dicas do que fazer:

1 – Verifique a conexão dos componentes 

É muito comum que a causa do problema seja algum fio solto ou componente que esteja mal encaixado. Levando em consideração isso, alguns deles são primordiais para o funcionamento e devem ser conferidos de forma prioritária para garantir que tudo volte ao normal. São eles:

  • Pente de memória RAM;

  • Processador;

  • Fonte de alimentação de energia;

  • Unidade de armazenamento.

Verifique se esses componentes estão encaixados perfeitamente ou não apresentam algum tipo de defeito físico. É recomendado, antes de mexer com eles, desconectar todos os dispositivos periféricos do aparelho, como teclado, mouse ou um pen drive. Feito isso, verifique se está tudo no seu devido lugar e tente religar a máquina. 

Para ajudar a identificar o erro, você pode conectar um alto-falante à porta indicada para o seu uso direto da placa-mãe. Com isso, é possível criar códigos de erro em beep e ter uma ideia melhor do tipo de erro que está acontecendo. 

2 – Danos físicos

A placa-mãe é construída através de vários subsistemas e componentes muito sensíveis. Qualquer dano físico pode ser primordial para o seu bom funcionamento. Fique de olho em sinais disso, principalmente se há indícios de abaulamento nos capacitores. Verifique também danos aparentemente mais simples como arranhões nos circuitos integrados da placa e sinais de portas desalinhadas.

Alguns danos podem ser causados apenas por uma pressão mecânica aplicada sobre as portas. Também por descargas eletrostáticas, que em especial, não deixam marcas nem traços físicos. Por isso é preciso bastante atenção.

3 – Software

Umas das causas de problemas nas placas-mãe pode ser o software interno que ela tem. Para resolver isso é preciso redefinir ele direto pela BIOS / UEFI. Se dessa maneira não for possível, é preciso fazer o processo manual, removendo a CMOS, bateria do tamanho de uma moeda da placa. Feito isso, aguarde dez minutos e religue a máquina. Isso deve redefinir as configurações para as de fábrica.

Caso a remoção da bateria não dê certo, é possível reconfigurar através de um jumper. Para isso, desconecte o aparelho da fonte de energia e localize o conector de dois ou três pinos e aplique o jumper sobre eles por cerca de 10 minutos. 

Caso nenhuma das duas opções resolva, é possível fazer um reset profundo. Para isso, remova a bateria CMOS e coloque o jumper na parte designada da placa-mãe. Deixe drenar toda a energia durante a noite e somente depois volte a ligar o aparelho.

Comprar uma placa-mãe nova

Assim como vários produtos eletrônicos, a placa-mãe tem um prazo de vida útil. Mesmo se depois de fazer todos os procedimentos informados a peça continuar apresentando problemas, é hora de comprar uma nova. Procure sempre lojas de confiança e que ofereçam suporte durante a venda e depois.

Essas foram as três dicas do que fazer caso sua placa-mãe apresente algum tipo de feito. Agora que você já sabe como comprar uma placa mãe nova, escolha a sua na bringIT.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *