O que é um SSD e qual o seu preço?

Tempo de leitura: 6 minutos

Comprar um SSD é uma maneira fácil e acessível de dar ao seu PC um aumento de velocidade notável. Os SSDs são muito mais rápidos do que os discos rígidos tradicionais(HD), portanto, se seu PC ainda usa um disco rígido antigo, trocando-o por um novo SSD pode dar nova vida à sua máquina. Mas, você sabe o que é um SSD e quanto custa?

Trocando o seu HD por um SSD você notará que o Windows 10, aplicativos e jogos carregam muito mais rápido do que antes. É uma atualização fácil também, com a maioria dos SSDs encaixando-se no local onde seu antigo disco rígido costumava estar.

Os SSDs são mais caros que os discos rígidos tradicionais, e às vezes não oferecem tanto espaço de armazenamento. Entretanto, com as melhores ofertas de SSDs, você não precisa mais escolher entre velocidade e capacidade.

Aproveitar as melhores ofertas de SSD fazem com que a compra de um SSD não seja muito mais cara do que um disco rígido normal, e há algumas ofertas brilhantes para SSDs de grande capacidade que oferecem 1TB de espaço de armazenamento ou mais. E por isso o SSD custa mais do que um HD.

ssd sata

O que é um HD e o SSD e quanto custa?

O tradicional disco rígido giratório é o armazenamento básico não volátil em um computador. Ou seja, as informações sobre ele não “desaparecem” quando se desliga o sistema, ao contrário dos dados armazenados na RAM.

Um disco rígido é essencialmente uma placa de metal com um revestimento magnético que armazena seus dados, sejam relatórios meteorológicos do século passado, uma cópia em alta definição da trilogia original do Star Wars ou sua coleção de música digital. Uma cabeça de leitura/escrita em um braço acessa os dados enquanto as bandejas estão girando.

Um SSD executa a mesma função básica de um disco rígido, mas os dados são armazenados em chips de memória flash interconectados que retêm os dados mesmo quando não há energia fluindo através deles.

Estes chips flash (chamados de “NAND”) são de um tipo diferente do tipo usado em unidades USB, e são tipicamente mais rápidos e mais confiáveis. Os SSDs são consequentemente mais caros do que as unidades de polegar USB com as mesmas capacidades. (Veja o nosso guia de deep-dive para o jargão SSD).

As SSDs são muito menores do que as HDs e, portanto, oferecem aos fabricantes mais flexibilidade no projeto de um PC. Embora possam substituir os tradicionais compartimentos de discos rígidos de 2,5 ou 3,5 polegadas. Elas também podem ser instaladas em um slot de expansão PCI Express ou mesmo montadas diretamente na placa mãe, uma configuração que agora é comum em notebooks e all-in-ones high-end.

Vantagens e Desvantagens das SSDs e HDs

Tanto as SSDs quanto os HDs fazem o mesmo trabalho: Eles iniciam seu sistema e armazenam seus aplicativos e arquivos pessoais. Mas cada tipo de armazenamento tem seus próprios traços únicos. Como eles diferem, e por que você gostaria de optar por um em vez do outro? Você sabe quanto um SSD custa? Quanto armazenamento ele possui? E qual a velocidade?

HD e SSD: quanto custa?

Você pode encontrar opções de SSDs de diversas opções de hardware e preços variados. Um SSD SATA convencional de 1 TB, por exemplo, pode ser encontrado por a partir de R$ 754, enquanto uma interface um pouco mais avançada, com padrão NVMe, pode custar cerca de R$ 200.

Já um HD SATA com o mesmo espaço de armazenamento, por exemplo, sai por aproximadamente R$ 289. Portanto, na hora de montar um PC ou realizar um upgrade na sua máquina atual, essa diferença pode ser crucial na escolha de um novo armazenamento.

HD e SSD: Qual a capacidade máxima de cada um?

Os SSDs são raramente encontrados em capacidades superiores a 2TB, e esses são caros. É mais provável que você encontre unidades de 500GB a 1TB como unidades primárias em sistemas. Enquanto 500GB é considerado uma capacidade “base” de disco rígido para notebooks premium nos dias de hoje, as preocupações com os preços podem fazer baixar para 128GB ou 256GB para sistemas baseados em SSD com preços mais baixos.

ssd adata

Os usuários com grandes coleções de mídia ou que trabalham na criação de conteúdo exigirão ainda mais, com unidades de 1TB a 8TB disponíveis em sistemas high-end. Basicamente, quanto maior a capacidade de armazenamento, mais coisas você pode manter em seu PC.

O armazenamento baseado em nuvem pode ser bom para alojar arquivos que você planeja compartilhar entre seu smartphone, tablet e PC, mas o armazenamento local é menos caro, e você tem que comprá-lo apenas uma vez, não assiná-lo.

HD e SSD: Qual a velocidade de cada um?

É aqui que os SSDs brilham. Um PC equipado com SSD iniciará em muito menos de um minuto, muitas vezes em poucos segundos. Um disco rígido requer tempo para acelerar as especificações operacionais, e continuará a ser mais lento do que um SSD durante o uso normal.

Um PC ou Mac com um SSD inicializa mais rápido, lança e executa aplicativos mais rapidamente, e transfere arquivos mais rapidamente. Quer você esteja usando seu computador para diversão, escola ou negócios, a velocidade extra pode ser a diferença entre terminar a tempo e chegar atrasado.

Uma questão secundária a isto: fragmentação. Devido a suas superfícies de gravação rotativas, os discos rígidos trabalham melhor com arquivos maiores que são colocados em blocos contíguos. Dessa forma, o cabeçote do disco pode iniciar e terminar sua leitura em um movimento contínuo.

Quando os discos rígidos começam a se encher, pedaços de arquivos grandes acabam se espalhando ao redor do prato do disco, fazendo com que o disco sofra o que é chamado de “fragmentação”. Embora os algoritmos de leitura/gravação tenham melhorado ao ponto de minimizar o efeito, os discos rígidos ainda podem se fragmentar ao ponto de afetar o desempenho.

Os SSDs não podem, entretanto, porque a falta de uma cabeça de leitura física significa que os dados podem ser armazenados em qualquer lugar sem penalidades. Isto contribui para a natureza inerentemente mais rápida dos SSDs.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *