ícone compartilhar redes sociais

O que é o processador de notebook? Clique e descubra

Agência Querobino

O processador é o cérebro do notebook, é onde estão concentradas as forças para desempenhar vários programas ao mesmo tempo sem travamentos. 


De uma forma lógica, quanto mais potente o processador, mais rápido ele será em suas funções.


Nesse conteúdo vamos aprofundar o papel do processador no notebook, os principais tipos, como escolher o mais adequado para a sua demanda e esclarecer as principais dúvidas desse elemento tão importante para a performance dos notebooks.

Qual a importância do processador para o notebook?


O processador é o grande responsável por transformar dados em informações, como carregar páginas e fazer downloads . A velocidade na qual seu sistema executa programas, é, em parte, responsabilidade do processador.

Logo, é o processador de notebook que fornece o desempenho e a funcionalidade de um computador de mesa, mas em tamanho e peso bem reduzidos.

O que analisar para escolher o processador do seu notebook?


Escolher um bom processador significa pensar em como você vai utilizá-lo. Quanto mais intenso o uso, maior será a necessidade de respostas rápidas e mais potente ele precisará ser.

Com um processador que tem máximo desempenho, os aplicativos carregam rapidamente, o usuário pode executar vários aplicativos ao mesmo tempo. Tudo isso com a certeza de que a máquina não vai travar ou ficar lenta mesmo com o seu uso intensivo.

Dessa forma, notebooks com processadores mais antigos tendem a pecar em performance e também em consumo, comparado ao desempenho de um processador de última geração, que são mais ágeis e econômicos, por exemplo. 

Especificações que você precisa conhecer no processador para notebook


Existem muitos aspectos para analisar em um processador. São muitos números associados às CPUs. 


Por exemplo, você pode ver sistemas 16, 32, 64 ou 128 bits associados a um chip. Quanto mais alto o número, mais poderoso é o processador de notebook. Para a maioria dos usuários, uma CPU de 32 ou 64 bits é suficiente.


Outra especificação importante na hora de escolher o processador para notebook é a velocidade do clock, medida pelo número de pulsos por segundo que a CPU executa.


O clock é medido é em megahertz (MHz) ou gigahertz (GHz). Quanto maior o número, mais potência a CPU tem, mas isso não significa necessariamente um desempenho mais rápido.


Primordialmente, as CPUs tinham um núcleo, ou seja, uma única unidade de processamento. Além disso, atualmente, CPUs dual-core, quad-core e octa-core são muito mais comuns.


Nesse aspecto, quanto maior o número de núcleos, mais processos o seu sistema consegue executar de forma simultânea, acelerando sua computação.

Quais são os principais tipos de processador?


No mercado de processadores para notebook, AMD e Intel são os maiores fabricantes.


Os modelos de chips da Intel são divididos em famílias como Pentium, Celeron, Core, Xeon, etc. No entanto, os mais utilizados são os processadores da família Core que são separados dos menos poderosos para os mais poderosos como Core  i3, i5,  i7 e i9. 


Os modelos  AMD são separados em categorias, AMD Athlon, AMD Ryzen, AMD Ryzen PRO, AMD Ryzen Threadripper, AMD A-Series, AMD FX, AMD A-Series PRO, etc

O que são as gerações de processadores?


A geração do processador está relacionada com o ano de fabricação. Quanto maior a geração, melhor o desempenho do processador. As gerações de processadores apresentam um avanço tecnológico em comparação à geração anterior.

Muitas vezes, a diferença entre uma geração e outra pode ser enorme, já que, geralmente, os fabricantes mudam a arquitetura, reorganizam as finalidades de cada série de CPUs e ainda podem modificar as especificações internas, como a quantidade de núcleos.


Dessa forma, é possível que um chip Intel Core i7 de uma geração tenha 4 núcleos e um modelo sucessor tenha o dobro de núcleos ou mesmo que haja diferenças de memória cache e clock. Por exemplo:


i5-6300U – Núcleos: 2 / Threads: 4 / Clock: até 3,0 GHz / Cache: 3 MB – TDP: 25 W

i5-8250U – Núcleos: 4 / Threads: 8 / Clock: até 3,4 GHz / Cache: 6 MB – TDP: 25 W

i3-1115G4 – Núcleos: 2 / Threads: 4 / Clock: até 4,1 GHz / Cache: 6 MB – TDP: 28 W

i5-1135G7 – Núcleos: 4 / Threads: 8 / Clock: até 4,2 GHz / Cache: 8 MB – TDP: 28 W – Gráficos Intel Iris Xᵉ

Neste exemplo acima, podemos ver que o Intel Core i5 da 6ª geração é “mais lento” que o Intel Core i3 de 11ª geração.


Já se comparado com o Intel Core i5 de 8ª geração, o modelo da 6ª geração tem metade dos núcleos. E ao cruzar os dados com o Intel Core i5 da 11ª geração, podemos ver que o modelo mais recente é superior em todos os quesitos e já tem gráficos melhores.


Tudo isso deve ser levado em consideração, na hora de analisar qual o notebook é mais adequado para você.

Como escolher o melhor processador?


A escolha do processador do seu notebook deve atender a sua necessidade. Existem algumas indicações para cada tipo de tarefa. Trouxemos um direcionamento que vai servir como norte na sua decisão.


  • Intel Celeron e Pentium: uso básico (navegação na web, reprodução de músicas);

  • Intel Core i3 ou AMD Ryzen 3: produtividade (apps de texto, planilhas, etc);

  • Intel Core i5 ou AMD Ryzen 5: edição de imagens e multi tarefa avançado;

  • Intel Core i7 ou Ryzen 7: edição de vídeos, streaming e jogos.


Vale lembrar que o processador é um dos elementos que você deve analisar na escolha do seu notebook, é interessante
também avaliar a memória, placa de vídeo, tamanho da tela e muitos outros.

Posso fazer upgrade do processador do meu notebook?


É comum que as necessidades de usabilidade dos equipamentos mudem com o passar do tempo e que exista uma demanda por mais capacidade de processamento.

Mas nem sempre é possível fazer a troca do notebook, por isso muitas pessoas optam por fazer um upgrade na máquina.

Sendo assim, uma das primeiras considerações a se fazer na hora de pensar em trocar o processador do notebook é se o seu aparelho aceita ser expandido ou aceita upgrade. Essa informação pode ser obtida com o próprio fabricante do notebook.


Você pode fazer isso de diferentes formas, como consultar o manual físico ou virtual do seu aparelho, nele estarão as informações técnicas, bem como se ele aceita ou não algum tipo de upgrade.


Ou entrar em contato com o serviço de suporte do fabricante, através de ligação, e-mail, ou até mesmo o atendimento online via chat.


Esclareceu suas dúvidas sobre o processador do notebook? Aqui na bringIT temos mais conteúdos sobre os demais componentes de um notebook e como você consegue atingir uma maior performance com a sua máquina.


Caso você queira botar a mão na massa e fazer uma limpeza no seu notebook, veja alguns itens que poderão te ajudar no site da bringIT:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *